in

Tchizé dos Santos quebra o silêncio fala da Quarentena do seu pai JES e pede reflexão

Tchizé dos Santos quebra o silêncio e fala da Quarentena do seu pai JES e pede reflexão!

“…Espero que essa quarentena vos ensine o que é que foi a vida de JES”.

Confira:
“ Caros Compatriotas, quero aproveitar este momento em que a maior parte dos angolanos estão em quarentena,… para partilhar convosco algo que não entenderiam senão estivessem a sentir na pele, quero que todos vocês pensem que esses dias que alguns já se queixam que são muitos, que estão em casa sem sair, sem puder fazer nada, apenas preocupados com que será o futuro e com muita incerteza, alguns temendo pela sua própria vida caso apanhem o Covid, então que sintam o que sentiu o Eng. JES durante décadas com presidente da república de Angola num país em guerra, porque nós sabemos que o presidente da república reside e trabalha no recinto presidencial, que foi outrora o Futungo de Belas que era bastante longe de tudo, não havia nada a volta do Futungo, a cidade ficava 20 minutos de carro e estava aí o senhor a trabalhar dia e noite sem sair, sem direito à festas nem em espírito para tal, preocupado com o futuro, não sabendo se haveria amanhã, não sabendo quando o país poderia despencar, com o petróleo a determinada altura 18 dólares/barril, com bombas, minas, pontes partidas, povo civil a ser raptado a ser morto e ele pensando como solucionar como fazer, como dar ou transmitir alguma normalidade ao povo e ao país,… a guerra veio em 2002 de 1979 até 2002,…23 anos esse senhor esteve numa prática prisão domiciliária, pior que essa quarentena que vocês estão a viver e é este senhor que hoje todos querem apedrejar que dizem que não fez nada por Angola, que não sofreu nada por Angola, que esteve a servir-se de Angola como se ele não tivesse servido que nem um escravo o nosso país. Todos aqueles, sobretudo militantes do MPLA ingratos que falam sem respeito ao JES, espero que essa quarentena vos ensine o que é que foi a vida de JES, peço desculpas por estar a usar um momento triste para vos convidar a essa reflexão, mas muitas vezes nós só compreendemos uma mensagem quando conseguimos pôr no lugar do outro e sentir na nossa própria pele o que seria. Imagina que vocês vivessem agora 23 anos assim nesta situação que estão hoje? Vamos refletir por a mão no coração, ter mais respeito e mais gratidão pelo Eng. José Eduardo dos Santos…

Qual é a tua opinião?

Source

Written by Esse Mambo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Covid-19: Governo angolano pede apoio solidário para ajudar os mais carenciados

Covid-19: Número de Emergências regista 21 mil chamadas falsas em 24 horas